sexta-feira, 12 de março de 2010

Quinto Dia

Escrito por Francine:

QUINTO DIA 19 DE JUNHO - SEXTA-FEIRA
Acordei muito melhor, mas muito muito muito frio.Medicação após a novidade que comi no café da manhã: pão.Mas dessa vez pedi um misto quente.Veio pão que parecia colocado na torradeira, tomate e queijo nem um pouco derretido.Devolvi com muita educação e disse: Meu anjo, esse misto quente não tá com o queijo derretido e eu só gosto de queijo derretido. Por favor, você pode deixar um pouco mais na sanduicheira até ele derreter? E ela com aquela cara de mal comida disse que se deixasse mais tempo iria queimar o pão. Estourei por dentro, não respondi! Recebi o pão torrado sem o queijo derretido que nem me deu vontade de comer pois ate achei que ela poderia ter cuspido dentro. Ahhhhhhhhhhhh tansa, é só baixar o fogo e ter paciência pra se fazer um misto.Levei o prato até o local de entrega, olhei pra ela e com toda educação, eu juro, disse : muito obrigada!.Ela virou as costas e nem respondeu de nada.OK Francine muita calma nessa hora, vai na enfermaria e pede uma medicação pra se acalmar!
Sessão sobre regras com as enfermeiras, das 9 as 9 e meia, só para não esquecermos das regras da casa e ajudar no serviço deles.....nós pagamos e temos que limpar, ajudar e ainda um cuidar do outro. Ainda que meu é Unimed, mas quem não tem, a diária é R$ 220,00 e não tem médico 24 horas. Não podemos emprestar nada pra ninguém, nem hidratante, lixa de unha, acetona....alias, tiraram a acetona da Ana e a minha não. Ela estava indignada e foi falar com o Dr. dela que é o Dr. Francisco. Bem assim: Dr, pelo amor de Deus eu quero minha acetona de volta, olha como estão minhas unhas, não tem como cheirar acetona....a Fran também cheira e ela tem acetona, e tá escrito na bula que se você cheirar acetona você morre. kkkkkkkkkkkkk.
Interna nova, a Aline.Problema? (stress com a mãe gerando violência). Mas não conversamos. Começou a tomar medicação e como todos, ficou dopada nas primeiras horas e dias. Fomos almoçar, ela ficou pálida, Fabiana foi logo segurá-la, enquanto as duas molengas auxiliares de enfermagem e a enfermeira ficaram olhando. Aline desmaiou no colo de Fabiana , saí correndo chamando um medico, enfermeiro....e a molenga dizia, ela não tá desmaiada já vai passar, não tem médico.Ele só vem mais tarde. Ahh vai tomar no cu. Cada um toma conta de si, aqui, cada louco cuidando de outro.
Chegou outro interno também, o Marcos, o problema dele é sexo.Conhece todas as zonas de Floripa e regiões, se apaixonou por uma garota de programa e quer casar com ela. Ele é bonito, rico, engenheiro e 27 anos. É oooooooooooooooooooooooooobvio que os pais não deixaram e ele veio parar onde? Clinica psiquiátrica. Ele disse que quando a conheceu, não tinha onde cair morta, um drama geral que cai qualquer homem tolo ou homem mesmo, porque nunca vi uma espécie tão fácil de ser enganada. E começou a rolar uns olhares meio psicopata, oooooooooooo Meu Deus, Olhares.....abstinencia....socorro! As portas dos quartos não têm chave. Imagina o que esse cara não vai fazer sozinho?
Outro interno, Anderson, viciado em cocaína e crack. Louco, porque era de noite e ele estava de bermuda e chinelo.Conversamos, galera junta e fomos jantar.Teve hamburquer com calabresa, ovo mexido, alface e tomate.
Adriana se internou na segunda com depressão profunda e ainda não se recuperou, está muito fraca e mal.
A Dona Elaine é uma viagem em pessoa, tadinha, muito atenciosa, passar por mim, bate no meu ombro e pergunta:  você está bem Francine? Se precisar de alguma coisa é só chamar....até ela chegar tô morta ,pois ela dá um passo a cada 20 segundos com um chá na mão.

7 comentários:

  1. Parece que estou ouvindo a Fran contar essa história do misto...rsrsrsr... Hilária
    Saudades!!!!
    Bjs Bia

    ResponderExcluir
  2. Ontem mentalizei a Fran recebendo lindas rosas pelo seu niver....parabens querida... saudades!!!!
    Bjos Tia Nega

    ResponderExcluir
  3. figura a fran...consigo ver ela revoltada por causa do misto haha

    saudades enormes....

    ResponderExcluir
  4. Fiz uma coisa "nova" ontem, fiquei assistindo o DVD dos 90 anos da Vó. Que saudade que me deu da Fran... 70% das fotos eram com ela ou com a brincadeira dedicada a ela (tapar o rosto dela!). Mesmo nos vendo tão pouco, a Fran sempre foi minha prima confidente, minha irmã conselheira, minha parceira do cigarro, minha primeira opção para pentelhar.. Lembro de todas as artes que aprontei com ela. Ela tinha que me odiar por tanta pentelhação que fiz qdo era pequeno, e pelo contrário, ela só demonstrava mais carinho. Fran, hoje, especialmente, to sentindo tanto a sua falta. Sinto que você está aqui do meu lado enquanto minhas lágrimas caem, mas eu só precisava ouvir tua risada e um conselho típico seu como: "se ligaaa cabeça!". Te amo prima!

    ResponderExcluir
  5. Ai ai...
    Me divirto com essa FrancinAAA!

    ResponderExcluir
  6. Oi Bela, como diz minha mãe: Bela,minha bela!
    Admiro sua coragem!! Desejo sabedoria, paz e força para seguir a vida... Beijo enorme para tua mãe, que me deu tantos conselhos qdo eu ai na loja todo santo dia. Não convivi mto com tua irmã, mas o suficiente com vc e sua mãe para deixar aqui minha solidariedade e meu carinho. Só lembro que quando eu ia dormir na tua casa e ela tinha que dar a cama dela pra mim, ela fazia meio que sem gostar muito da idéia... rsrs
    Amiga, tenho orgulho de ver como vc esta lidando com td isso, além da enorme dor da perda vc ainda pensa em ajudar as pessoas.
    Vc sempre foi demais!
    Que Deus abençoe vc e toda sua família.
    Acompanho o blog sempre e divulgo.
    Beijo
    Miriam

    ResponderExcluir
  7. Cheguei nesse blog hj, por meio de um grupo do fb...
    Cara, eu ouvi um manezinho falando da dna elaine... Kkk
    Essa menina deveria ser um espetaculo...

    ResponderExcluir